domingo, 5 de maio de 2013

Transcendente...Para Isabel Pakes


A poetisa: Lente ilimitada e
infinita
a decantar o
mundo.

Ela: Leve
(mais que pluma)
e livre
(mais que o ar).

Ocupando
espaços e distâncias
com
palavras.

Transcendente
em seu ofício (nobre)
e tornando belo tudo o que for
(in)verso.

...Ivan Vagner Marcon...


2 comentários:

  1. Minha alma em festa agradece eternamente, amigo, meu poeta querido.

    Bjos

    ResponderExcluir